5 de janeiro de 2012

Turistas dinamarquesas encontradas sem vida numa escarpa da Madeira

Os corpos foram localizados por uma equipa de resgate abaixo da levada dos Piornais, numa escarpa de difícil acesso, junto à ribeira dos Socorridos, a oeste do Funchal.
Ulla Linnea Ruby, com 73 anos de idade, e Amalie Kjerstine Flindt, 77 anos, naturais de Ärhus, chegaram à Madeira no dia 29 de Dezembro e tinham o regresso à Dinamarca marcado para o próximo domingo, dia 8. O seu desaparecimento foi comunicado na segunda-feira pela direcção da unidade hoteleira onde se encontravam hospedadas.
As duas turistas tinham deixado o hotel na manhã de domingo, primeiro dia do ano, para fazer uma caminhada. Saíram equipadas com impermeáveis, pequenas mochilas, botas e bengalas de montanhismo, indiciando pretenderem percorrer uma das levadas da ilha.
A Polícia Judiciária difundiu, junto das unidades hoteleiras da ilha, as fotos e informação complementar sobre as duas turistas dinamarquesas que foram encontradas sem vida, hoje ao início da tarde, quatro dias depois do desaparecimento.
Ao longo do ano passado ocorreram vários incidentes envolvendo turistas feridos em quedas ou perdidos em trilhos pelas serras da Madeira, registando-se duas vítimas mortais. A 21 de Junho, uma turista alemã caiu na Levada dos Tornos, quando estava a tirar uma foto, acabando por falecer. A 3o do mesmo mês, outro visitante, da nacionalidade russa, com 60 anos, morreu durante um passeio na Levada das 25 Fontes, Calheta, vítima de ataque cardíaco. Integrava um grupo de turistas que seguia na Levada das 25 Fontes acompanhado de um guia, quando caiu inanimado.
Grande parte das ocorrências tem sido atribuídas a negligência dos caminhantes que não tomam as devidas precauções em função das características e condições dos percursos escolhidos e, nos de maior dificuldade, não se fazem acompanhar dos recomendados guias de montanha. Estima-se que diariamente circulem nas levadas e veredas madeirenses entre cinco e sei mil pessoas.

Sem comentários:

Enviar um comentário